[quinta-feira, junho 23, 2005]


Eu, um simples cidadão deste país, que teve o azar de não nascer de rabinho virado para a lua...
Que tem que descontar os seus impostos directamente no final de cada mês sem ter possibilidade de ficar a dever à colecta...
Que herdou da sua educação valores hoje considerados anormais e em desuso tais como a honestidade...
De ser continuamente "lixado" por causa dessa mesma honestidade que o obriga a não "meter" despesas de aldrabice na sua declaração anual de I.R.S. ...

Eu, um "Zé Broa" pobretanas, ingénuo talvez mas não parolo, atrevo-me a pensar como foi possível este esterco de país governado por FILHOS DA PUTA, ter chegado ao estado caótico a que chegou ( 6.83% de défice ), SÓ ANUNCIADO DEPOIS DO ACTO ELEITORAL. Como e porque foi isso possível?


1.- O senhor Santana Lopes e o Partido Social Democrata, porque eram governo, tinham conhecimento do real valor do défice.

2.- O senhor Vítor Constâncio, Governador do Banco de Portugal, igualmente, a não ser que esteja a fazer nós de gravata e a jogar à batalha naval durante as horas de expediente.

3.- O senhor José Sócrates e o Partido Socialista, como principal força política da oposição, também.

4.- As restantes forças políticas representadas no Parlamento, a mesma coisa, ou o Parlamento não serve para fiscalizar os actos da governação?

5.- O senhor Presidente da República também cabe nesta tourada. Mas o que é que faz o Presidente? Não tem como primeira obrigação zelar pelo bom funcionamento do sistema? Se sim, porque deixou que as coisas chegassem ao estado a que chegaram?

Obviamente que todo o cidadão minimamente inteligente conhece a resposta a isto. Os interesses partidários ( e outros ) acima de tudo. O PODER a qualquer preço, mesmo que esse preço seja o coiro e o cabelo de quem tem que pagar tudo isto e sustentar esta corja de chulos e ladrões que assaltaram o poder em Portugal.


por Zecatelhado * 17:04


*******************************

Comments:
Disseste tudo, corrosivo como sempre:) beijos
 
Amigo, quase me faltava o folgo ao
constatar a tua certíssima indignação.
Valha-nos ao menos esta possibilidade
para podermos dizer o que nos vai na alma. Aquele abraço do Raul
 
Amigo Zeca! Infelzimente, todos os dias constatamos que o nosso país está cada vez mais entregue aos trafulhas! Nada neste "segredo" benefeciou o povo! Mas quem pode, manda e é rico agradece!

Em relação ao comentário anterio: oh pobreza de espirito! Triste o páis que acha que uma gravata é um sinal de poder! Esta não cabe na cabeça de ninguém! Pagava para ver a cara do homem a recber o postal! eheheheheh Boa!

Bom fim de semana, amigo! Um abraço daqueles e um grande beijinho. Malae**************
 
CHULOS!!
 
Apoiado! A solução está em cercar esta chusma de bandidos;
em reduzir o número de deputados, acabando com essa fatia da chulice;
em atribuir funções úteis aos deputados restantes;
em valorara a abstenção de modo a que só tomem posse os deputados realmente eleitos;
em fazer com que a acção dos políticos, governo e parlamento incluídos, seja "avaliada" através de referendo, em cada 18 meses de vigência...
Em acabar com as mordomias, exageradas dos titulares de cargos públicos e administradores, que deverão passar a ser, obrigatoriamente, aprovadas pelos cidadãos, através de referendo.
... depois, até vai ser possível reduzir os impostos; eu garanto!
 
Estou furiosa. Desculpa, voltarei mais tarde para comentar…
 
Enviar um comentário (6) comments