[domingo, maio 29, 2005]

SIM: 45%
NÃO: 55%
NÃO! A uma Europa do vale tudo em nome do S. Cifrão!
NÃO! A uma Europa do Capital Todo-Poderoso!
NÃO! A uma Europa menos social e mais liberal
NÃO! NÃO e NÃO!

Se mais razões não houvesse estas por si bastariam.

Pela primeira vez na vida dou vivas aos franceses. Allez França Allez!


por Zecatelhado * 21:06


*******************************

Comments:
Parece que na França o eleitorado recebeu e percebeu este mal. É pena que a maior parte dos portugueses não tenha bases nenhumas sobre a Constituição, e muitas nem sequer sabem que vai haver um referendo.
 
Foi agora em França, será na próxima
4ª.feira na Holanda em que se prevê identico resultado e lá para o Outono
talvez também venha a ser este em Portugal.
 
Boa:) beijos
 
Olá Amigo!

Que bom "reencontrar-te"!

Aquele abraço! :o)
 
Eu não sei o suficiente sobre o assunto para saber se foi bom ou mau. No entanto acho estranho e incómodo do lado do não estarem os extremos: tanto o esquerdo como a direita!
 
Os dirigentes e governantes da Europa ainda vão ter de "levar muito na cabeça" até perceberem que não podem construir a Europa à rebelia dos cidadãos, ignorando os cidadãos e contra os cidadãos, como têm feito até agora, como o demonstra a nomeação de Durão para presidente da comissão. Foi bom os franceses terem votado não. É bom que os governantes europeus percebam que, sem as ideias mais progressistas e evoluídas não se pode construir a UE. O que faz falta é avisar a malta, o que faz falta é democracia; o que faz falta é considerar todos os cidadãos por igual e valorar a abstenção; o que faz falta é colocar as pessoas certas nos lugares certos, acabar com a criminalidade a "puxar os cordelinhos da política" a todos os níveis, para que possamos, realmente ter progresso, paz e bem estar para TODOS.
 
Saltapocinhas:
É verdade que os extremos são contra, mas também toda a esquerda é contra.
A extrema direita não quer a Constituição porque são contra a UE. A esquerda não quer a Constituição porque a esquerda quer políticas sociais, em que o mais beneficiado é o povo, tudo coisas que a Constituição Europeia não nos vai trazer.
A direita, querendo políticas neoliberais vota sim, porque para eles o dinheiro e o oportunismo é o que mais conta.
 
Olha quem ele é!!
Olá Semog!
 
a frança às vezes surpreende-nos.
um abraço
graziela
 
Desculpa, nem sequer nos conhecemos bem, nem mal, mas acabei de deixar um post no teu antigo blog, blog esse que me deixou preocupada. Achei que poderias estar doente. Talves fosse bom avisar quem te visita que, afinal, era apenas uma maudança de... sítio... :(
 
Ois e mais ois, caro Semog!

Subi das telhas aos telhões para chegar a este Limite, por falta de um pequeno g que se pirou do link, mas cá dei c'o sítio!

Também já naveguei com a Nau Catrineta, claro, que já cá fazia falta e folgo muito pelo reaparecimento.

Um abração cá do AcRo...
 
Amigo Semog! Parece que sim... que os franceses desta vez acertaram com este Não! Agora esperemos que os resto da Europa siga este sinal para que os goverantes percebamm que têm que dar ouvidos aos seus cidadãos! Uma europa para os europeus e não para quem manda! Beijinhos e boa semana, amigo! Um abraço daqueles! Malae**************
 
Enviar um comentário (12) comments